Blog

sase

O que é uma solução SASE e como isso reforça a segurança da informação

A maneira como pensamos sobre redes e segurança cibernética mudou drasticamente nos últimos anos. O aumento do trabalho remoto, juntamente com o crescente volume de dados e infraestrutura de nuvem, levou o Gartner a delinear uma nova abordagem para rede e segurança: o Secure Access Service Edge (SASE), termo cunhado pelos especialistas da consultoria em 2019.

Onde as soluções de rede e segurança de uma organização antes eram isoladas, o modelo SASE do Gartner converge essa infraestrutura crítica em um único serviço entregue na nuvem.

A solução SASE envolve a combinação de perímetro definido por software, autenticação e controle de acesso focada no usuário e integração em toda a nuvem. A plataforma SASE atua aplicando políticas de segurança nas sessões do usuário em vez de os rotear por meio de vários produtos pontuais. Assim, identifica usuários e dispositivos, e aplica segurança baseada em políticas onde quer que estejam.

Essa nova arquitetura permite que as organizações se adaptem melhor à nuvem, adotem a mobilidade, protejam-se contra ameaças de segurança e, simultaneamente, ofereçam uma melhor experiência ao usuário.

Eficientes plataformas SASE, como a desenvolvida pela Perimeter 81, promete entregar os recursos de rede e segurança necessários na forma de serviços na nuvem. Implementado de forma correta, um modelo SASE elimina dispositivos baseados em perímetro e soluções herdadas. Em vez de entregar o tráfego para um dispositivo de segurança, os usuários se conectam ao serviço de nuvem SASE para acessar e usar com segurança serviços da Web, aplicativos e dados com a aplicação consistente da política de segurança.

Solução SASE: Crescimento Exponencial

O Gartner divulgou um relatório intitulado “O futuro da segurança de rede está na nuvem”. Este relatório afirma que o data center corporativo não é mais o centro de requisitos de acesso para usuários e dispositivos. Isso é resultado do fato de que atualmente existem mais usuários, dispositivos, aplicativos, serviços e dados fora da empresa do que dentro da empresa, e essa mudança está resultando na obsolescência de arquiteturas de rede e segurança legadas de “data center como o centro do universo” que agora são um inibidor das necessidades dos negócios digitais. Essa mudança dá origem a uma nova arquitetura, que o Gartner chama de SASE.

O Gartner aponta que a SASE será tão disruptiva para as arquiteturas de rede e segurança de rede quanto o IaaS foi para a arquitetura de design de data center. Embora o mercado SASE seja recente, o Gartner diz que, até 2024, pelo menos 40% das empresas terão estratégias explícitas para adotar a SASE, ante menos de 1% no final de 2018. E, até 2025, esse índice deve chegar a 60%.

Além disso, as empresas que mantêm suas estratégias SASE em mente ao considerar fornecedores, produtos e ciclos de atualização podem reduzir pela metade o tempo de adoção da plataforma.

Como funciona a SASE

A SASE fornece uma arquitetura nativa da nuvem que apresenta recursos de VPN e SD-WAN, juntamente com uma variedade de funções de segurança para criar a rede mais segura possível.

Por exemplo, a SASE inclui gateways da web para pontos de acesso mais confiáveis ​​nos servidores da sua empresa ou em outros aplicativos; firewalls projetados para interromper quaisquer ataques recebidos enquanto também monitoram todo o tráfego de entrada e saída do seu sistema; bem como a rede Zero Trust, que garante que apenas usuários autorizados tenham permissão nesse tipo de rede.

Em sua essência, a SASE detalha uma mudança no modelo tradicional de segurança de defesa cibernética para um modelo de entrega em nuvem que atende às necessidades das organizações atuais.

A segurança e a confiabilidade de trabalhadores remotos e endpoints, estejam eles usando dispositivos, aplicativos, servidores, locais de edge computing ou sistemas IoT, são aprimorados quando conectados a uma única solução gerenciada em nuvem.

Suas equipes agora podem consolidar toda a segurança para fornecer melhor acesso e aplicar controles baseados na função do usuário enquanto monitoram constantemente os riscos em tempo real. Além disso, ao acabar com a dependência de várias soluções pontuais, fica mais fácil para as empresas aumentar ou diminuir a escala conforme necessário.

Os benefícios do modelo de segurança SASE incluem:

  • Redução de custo e complexidade dos sistemas de segurança cibernética
  • Habilitação de acesso seguro à rede remota e móvel
  • Melhoria da segurança em toda a rede pelo uso de políticas consistentes
  • Melhoria do acesso de rede seguro e contínuo para usuários
  • Segurança multicamadas até a borda

Quer saber mais sobre a solução SASE? Agenda uma demo com os técnicos da Evolutia e conheça a solução desenvolvida pela Perimeter 81.

A transformação começa agora.